Páginas

Bem-vindos...

Vejo a chuva cair... o vento soprar... o sol entra pela minha janela... as nuvens passam. Tudo passa... E virão novos e bons tempos...

Bem-vindos...!

Veo la lluvia caer... el viento soplar... El sol entra por mi ventana y las nubes pasan... Todo pasa... Y vendrán nuevos y buenos tiempos...

¡Bienvenidos...!

(Alma Inquieta)

20 de setembro de 2009



Uma carta para mim...




Porto, domingo, 06 de Maio de 2001

Querida Alma,

Hoje é domingo, dia de visita ao Zé Manel, que se encontra internado no Hospital de São João, no Porto.
Tens noção de que a doença é grave! Mas, como ele não deixou em casa a sua boa disposição, talvez não percebas que te restam poucos dias para usufruíres da companhia do teu cunhado.
Porque te agarras à Fé quando o resto já falhou, ou ainda, porque tens a esperança de que te seja permitido ser dadora do fígado que lhe faz falta para recuperar a sua saúde!
Maldita lista de espera que ameaça a Vida de um homem com 48 anos e dois filhos – um rapaz com 17 anos e uma menina com 10.
Mas… vamos Alma!!! Põe um sorriso no rosto, porque se ele não o perdeu, quem és tu para o retirares da cara?
Estás a ver?
Ele, na sua cama com um sorriso de orelha a orelha, apesar de tão inchado pela doença…!
Com as suas piadas de sempre, a dizer as suas brincadeiras às enfermeiras…!
Então..., porque choras!?
Limpa essas lágrimas, engole o sofrimento e transmite-lhe a força de que ele necessita!
Diz-lhe que amanhã não o podes visitar, porque vais dar apoio aos peregrinos que fazem o percurso a pé para o Santuário de Fátima – o Altar do Mundo – em particular, ao Luís, que vai cumprir uma promessa.
Querida Alma, na segunda-feira, sem que tu o saibas, o Zé Manel vai querer falar-te, pela última vez, e isso irá doer-te, até à eternidade…!
Vais ficar a sabê-lo, bem à noitinha, pela tua irmã, esposa dele, que te transmitirá o recado:
- “Alma, o Zé Manel está muito mal… foi transferido para os cuidados intensivos… e quer falar contigo…!”
Fazes os possíveis e os impossíveis…
Telefonas a médicos amigos…, Dr. Óscar Santos, Dr. Pelicano Borges…
Combinas com o Pelicano estar no Hospital de S. João na terça-feira, dia 8 de Maio de 2001, às 8 horas da manhã para falar com o Zé Manel!
E cumpres o horário!
Mas, o Zé Manel não…!
Cansou-se de esperar e partiu às 7 horas da manhã sem falar contigo…!
Querida Alma não sei onde ele está agora. Estou certa, está junto de Deus...!
Não estará contente de te ver chorar!
Provavelmente estará a dar uma gargalhada bem sonora, que até eu consigo ouvir!
Ou, talvez, recordando quando vocês dançavam juntos!
Sim, partiu o teu par de dança!
Isto é o que diz uma Alma, mas a outra… daria um braço ou uma perna para falar, cinco minutos apenas, com o Zé Manel e o Professor Andrade…!
Morro de saudade deles!

Até sempre!

Um beijo.

Alma Inquieta!



A.C.
20.09.2009






Oporto, domingo, 06 de Mayo de 2001

Querida Alma,

Hoy es domingo. Es el día de visitar a Zé Manel, que se encuentra hospitalizado hace ya un tiempo en el Hospital de São João, en Oporto.
Tienes noción que su enfermedad es grave. Pero, como su buen humor no se ha quedado en casa, tal vez no percibas que te quedan pocos días para disfrutar de la compañía de tu cuñado.
¡Porque te aferras a la Fe cuando el resto ya ha fallado, o aún, porque tienes la esperanza de que te sea permitido ser donante del hígado que le hace falta para recuperar su salud…!!
Maldita lista de espera que amenaza la Vida de un hombre de 48 años con dos hijos – un niño de 17 años y una niña de 10.
¡Pero…, vamos Alma…! Pon una sonrisa en tu rostro, porque si él no la ha perdido… quien eres tú para quitarla de tu cara?
Estás viéndole?
¡Él, en su cama, con una sonrisa de oreja a oreja, a pesar de estar hinchado por la enfermedad…!!
¡Con sus bromas de siempre, contando chistes a las enfermeras…!!
Entonces..., ¡por qué lloras!?
¡Limpia esas lágrimas, traga el sufrimiento y transmítele la fuerza que él tanto necesita!
Dile que mañana no lo puedes visitar, porque vas a acompañar a los peregrinos que van a pié hasta el Santuario de Fátima – el Altar del Mundo – y, especialmente, a Luís que va a cumplir una promesa.
¡Querida Alma, mañana lunes, y sin que tú lo sepas, Zé Manel va querer hablarte por última vez, y eso te dolerá, hasta la eternidad…!!
Lo vas a saber a la noche, pues tu hermana, su esposa, te transmitirá el recado:
- ¡…“Alma, Zé Manel está muy mal… fue transferido para los cuidados intensivos… y quiere hablar contigo…!”
Haces lo posible y hasta lo imposible…
Telefoneas a los doctores amigos…, Dr. Óscar Santos, Dr. Pelicano Borges…
Combinas con Pelicano quedarte en el Hospital de S. João, para, ese martes 8 de mayo de 2001, a las 8 horas de la mañana, hablar con Zé Manel!
Y cumples el horario!
¡Pero Zé Manel no…!!
¡Se ha cansado de esperar y partió a las 7 horas de la mañana sin hablar contigo…!
¡Querida Alma, no sé donde él está ahora. Estoy segura que está junto a DIOS...!!
¡No estará contento de verte llorar!
¡Probablemente estará dando una carcajada bien sonora, que hasta yo consigo escuchar!
¡O quizás recordando cuando bailaba contigo!
¡Sí, se ha marchado tu pareja de baile!
¡Esto es lo que dice un Alma. Pero la otra... daría un brazo o una pierna para hablar, solo cinco minutos, con Zé Manel y el Profesor Andrade…!!!
¡Me muero de nostalgia por ellos!

¡Hasta siempre!

Un beso.

¡Alma Inquieta!



A.C.(CPTD) 
20.09.2009



102 comentários:

  1. já li muitas cartas hj e creio q irei chorar o domingo todo..bjs

    ResponderEliminar
  2. Preciosa carta.. que es eternidad,pues es recordada y sentida.. como si fuera escrita ahora mismo,recordando el pasado que vive eternamente en tu corazón,amiga..

    Felicidades por la inmensidad de tu sentimiento..con el que me identifico..!!

    Un abrazo y no cambies nunca..
    M.Jesús

    ResponderEliminar
  3. Olhos e pensamentos,

    Olá,

    espero que não chores metade do que eu chorei a escrevê-la...

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  4. MAJECARMU,

    M.Jesús, Mi Amiga,

    Vive eternamente en mi corazón y sí... es inmenso el sentimiento de nostalgia... llega a doler...!
    Gracias Amiga por tus palabras!

    Un beso enorme!

    ResponderEliminar
  5. Querida alma,

    Não há dia em que acorde e o primeiro pensamento, a primeira memória não seja dos que já partiram, dos que não estão mais entre nós. Não há dia em que não reveja vezes sem conta as imagens dos últimos momentos, de ver as pessoas mais queridas escorregarem-me dos braços.
    Não há dia em que não reviva o momento negro em que me deixaram, fazendo-me sentir vazio, chamando-os de egoístas pois não me deixaram despedir, não me deixar fazer aquilo que em vida nunca tive coragem de o fazer.
    Não há dia em que me arrependa do momentos que perdi.
    Não há dia em que não me crucifique por não lhes ter dito o quanto os amo, e o quão bom foram os momentos que passamos juntos, que rimos, chorámos, gritámos, nos zangámos, mas acima de tudo, estivemos juntos.
    Não há dia, desde esse mesmo dia em que não tenha prometido a mim mesmo ser o suporte para todos aqueles que os perderam, mas..
    ... não há dia em que esse fardo pese menos, e torna-se tão enorme que não me deixa ser acima de tudo o amigo que eles precisam.
    Mas hoje é dia, dia em que prometo dizer aquilo que sinto, dia em que juro a mim mesmo lutar pela felicidade dos que amo, dia em que não fico mais triste pela saudade que guardo e cresce comigo, mas sim sentir-me calmo porque estão num lugar melhor, mercedores da paz para que lutaram, e por tal, também eu terei que lutar.
    E o dia virá em que terei um último encontro, que lhes direi aquilo que nunca disse, que ficarei com convosco para sempre.
    Beijos e abraços e sejam felizes
    Sergio Moura

    ResponderEliminar
  6. Meu querido Sergio,

    Todos os que já partiram, sabem bem, e falo no presente, porque, onde estão continuam a proteger-vos - a ti, à tua irmã, à tua mãe...e até à Vera..., dizia eu, sabem bem o amor que sentes por eles! "Mas hoje é o dia em que juro a mim mesmo lutar pela felicidade dos que amo, dia em que não fico mais triste pela saudade que guardo e cresce comigo, mas sim sentir-me calmo porque estão num lugar melhor, mercedores da paz para que lutaram, e por tal, também eu terei que lutar."
    Estão, estou certa, num lugar melhor!
    Este é o Sergio que eu conheço!
    O Sergio que não desiste da sua Felicidade!

    Conta comigo meu querido genro!

    Um abraço forte e muitos beijinhos!
    Tua sogrinha.

    ResponderEliminar
  7. Olá minha querida!

    Muito profunda esta carta que cheguei a me arrepiar e no canto de meu olho saiu uma breve lágrima, sério!

    Beijo meu amor.

    ResponderEliminar
  8. Has escrito una carta que se siente mucho.. a la espera de la muerte pero con una sonrisa que lo caracterizaba.. es una realidad muy sentida para muchos en estos momentos.. Pero muy hermoso leerte..


    Un abrazo
    Saludos fraternos.

    ResponderEliminar
  9. canta tristura e nostalxia...
    ben por Sergio!!! :)
    biquiños que se encontran nunha ponte...
    e muito obrigada pola túa visita :)

    ResponderEliminar
  10. Caroline, minha querida!

    Saiu da minha alma!
    Deus sabe quanto sofrimento eu pus para fora ao escrevê-la...!

    Um beijo enorme, meu Anjo Lindo!

    ResponderEliminar
  11. Adolfo,

    Gracias por tus palabras!
    Me ha salido del Alma!
    Jamás ha perdido su sonrisa aunque estuviera sufriendo...
    Me ha enseñado mucho!

    Un beso!

    ResponderEliminar
  12. Galicia maravillas,

    Muchas gracias por tus palabras!
    Sí... mucha nostalgia!

    Biquiños para ti tambien!

    ResponderEliminar
  13. Querida Alma: Con la Virgen de Fátima a tu lado la nostalgia se convierte en esperanza, en más amor, en sentimientos que te hacen mirar al cielo y vivir con más hondura el presente.
    Hay cosas grandes que sólo nos las enseña el dolor.
    Y tener esa sensibilidad es lo más bello de lo humano...
    Un beso grande de cariño

    ResponderEliminar
  14. Querida Carmen,

    Muchas gracias por tus palabras!

    Es verdad, la Virgen de Fátima me ha ayudado mucho en varios momentos de mi vida y sigue ayudando!
    Muchas veces miro al cielo y me imagino que alguna de las estrellas es él y me dice lo que no ha podido decir en aquel día…

    Un beso con todo mi carño!

    ResponderEliminar
  15. Alma,,bien has reflejado ese momento ineludible de ya no ser y a los que quedamos, el ya no tener... siempre queda esa tranquilidad de la honra en vida,que es el mejor consuelo que un persona puede tener...y la Fe que se mantiene viva ,incolumne ,hasta el momento que no deseamos pero que sabemos,llegará..
    mucho sentimiento has expresado en tu carta.....tanto que se puede respirar ese sentir...


    beijos SERGIO

    ResponderEliminar
  16. olá alma

    a vida é assim de dor de amor.

    aceitamos. todos/as temos um principio e um fim.

    a vida é assim.

    um beijo...

    ResponderEliminar
  17. Hola Sergio, M.A.A,
    !Gracias por tus palabras… son una caricia en mi corazón…tú lo sabes!
    La Fe me ha ayudado y continua ayudando en los tiempos que atravieso y hasta el momento que no deseamos pero que sabemos, llegará..

    Sí, mucho sentimiento he expresado porque me ha salido del alma y qué bueno que puedes respirar ese sentir …!

    Gracias por tu ayuda, M.A.A.!

    Un beso enorme!

    ResponderEliminar
  18. Braulio,

    Obrigada pelas suas palavras.
    Que fazer, senão aceitar!

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  19. Hola, amiga Alma:

    Desde "Mar adentro" llegamos a través de ese maravilloso puente de amistad que extendiste para ofrecerte nuestras más sinceras condolencias por tu pérdida.

    Es una carta repleta de dolor, asumir y aceptar la partida de nuestros seres queridos es una de las tareas más duras que debemos aprender en esta Tierra... pero nos queda la esperanza de pensar que el adios no es para siempre, es como un paréntesis, hasta que nos volvamos a encontrar...

    En "Mar adentro" estamos de luto y esta humilde capitana de sueños y letras te ofrece su hombro amigo ;=)

    Un abrazo.

    ResponderEliminar
  20. Amiga Mar Solana,

    aunque haya ocurrido hace ocho años lo siento tan presente como si fuera ayer...y me duele el alma por su ausencia...!
    Pero..., lo sé... los volveré a encontrar y les diré la falta que me han hecho en esta vida!

    Muchas gracias mi Amiga Mar!

    Un beso enorme!

    ResponderEliminar
  21. "you can't be powerful unless you are authentic" (Oprah Winfrey) - e acho que só com autenticidade se consegue ao mesmo ser tão simples e tão profundo, com a possibilidade de se estar tão próximo das personagens sem no entanto as conhecer, enfim, num texto curto e difícil de abandonar. Juro mesmo!, deu para sentir o alcance da tua pena, Alma Inquieta.

    ResponderEliminar
  22. querida"patricia"..
    tb sou filha de portugueses e amo demais esta santa terrinha..
    amei tua carta, meus sentimentos ...
    mas o importante não é o tempo que vivemos ao lado de alguém, mas sim, como esse tempo foi aproveitado por nós e maravilhosamente vivdo em toda a intensidade cm as pessoas que amamos..
    tenho certesa que ele não te quer ver chorar, saudades, sempre...imensas, mas lembre-te sempre da alegria e dos momentos bons que viveram e um sorriso brotará em tua face.
    amei teu blog e vou segui-lo.
    bjkas no coração.
    val do uivodaloba.

    ResponderEliminar
  23. Cara M.Jesus!

    É muito dificil dizer algo sobre um tema tão delicado como este!

    Vida e morte estão ligadas, até um dia em que o elo rebenta! Depois colocámos a questão do "Ser perante a morte", o que só o equacionamos quando alguém nos falta. Mas isto também faz parte da vida.

    Continua com os teus lindos sentimentos.

    Um beijo,

    Renato Oliveira

    ResponderEliminar
  24. Meu Amigo Patissa,

    Lindas as tuas palavras!
    Sou sempre autêntica nos meus sentimentos e esta carta foi escrita com a pena da minha Alma!
    Ainda bem que consegui passar as emoções que me apertam o peito...!

    Um beijo enorme!

    ResponderEliminar
  25. Querida Valéria,

    Que prazer receber uma "patrícia"!
    Seja Bem-vinda!
    Tem razão!
    A esta hora estaria a chamar-me "....chorona"!
    Tinha sempre uma gargalhada pronta!
    Consigo ouvi-la muitas vezes, mas quando bate a SAUDADE, dói muito...!

    Vou visitar o seu blog.

    Um beijo de Portugal!

    ResponderEliminar
  26. Alma Inquieta!
    Sentir na pele a dor e colocar a máscara de coragem para confortar e sorrir ,mesmo sabendo que os dias estão escorrendo entre os dedos...
    A esperança é a força que sustenta no decorrer de um tempo difícil e elaborar
    o que o destino traçou!

    Um Abraço Carinhoso

    ResponderEliminar
  27. Minha querida...

    Voltei ao blog, como você bem já viu (pois já li seu comentário carinhoso e sei que vc tem consciência que o texto que publiquei é dedicado a você, entre outras pessoas)... Depois que postei meu texto, fui preparar o almoço, almoçamos, ficamos conversando... e agora voltei para comentar nos blogs...

    O primeiro em que entrei para comentar foi o seu...

    E, assim que terminei de ler, tive que esperar um pouco para poder escrever, pois as lágrimas embaçavam mesmo meus olhos...

    Fiquei com um nó na garganta e chorei, mas fiquei imaginando o quanto você não chorou enquanto escrevia esse texto cheio de sentimentos e saudade...

    Eu creio muito em algo muito maior do que a vida que temos aqui... e tenho certeza de que o Zé Manel quis muito te esperar, mas não conseguiu... porque não dependia só dele... E que ele entende o que aconteceu e sabe o quanto você queria ter falado com ele também!

    Mas, a verdade, é que tudo o que você fez antes é que ficará! O carinho que você certamente demonstrou a ele em vida, as risadas que deram juntos, todos os momentos...

    Esse carinho que você demosntra sempre (e posso falar, pois pelo pouco tempo que nos conhecemos já recebi tanto carinho de sua parte!) a gente leva conosco, pra sempre!

    Beijos, minha linda!!

    ^^

    Hélia

    Obs.: Estamos todos bem, meus filhos estão bem, graças a Deus! Vou tentar ficar mais presente aqui... Obrigada pelo seu carinho! Gosto muito de você!

    ResponderEliminar
  28. Olá Renato,

    É verdade, a morte faz parte da vida, mas a separação física é muito difícil de suportar...!

    Um beijo.

    Nota: não sou M.Jesus.

    ResponderEliminar
  29. Olá Memória,

    Sentir na pele a dor e colocar a máscara de coragem para confortar e sorrir ,mesmo sabendo que os dias estão escorrendo entre os dedos...
    é das piores dores que o ser humano pode sentir...
    Pior, só quando a hora chega...!
    A esperança e o sorriso dele, e os bons momentos...gravados na minha Memória, que foram tantos...!, são a força que sustenta e alivia a SAUDADE que sinto de falar com ele...!

    Um beijo de Portugal!

    ResponderEliminar
  30. TE ACOMPAÑO ALMA, DEBE SER MUY TRISTE TU VIDA, PERO LA LLENARÁS DE MOMENTOS ALEGRES,SEGURO, SURGIRÁ LA ESPERANZA Y LA SERENIDAD.
    YO TENGO MUCHA FÉ, MIS PADRES ME PUSIERON ROSARIO DE FÁTIMA, PUES ERAN MUY DEVOTOS DE VUESTRA PATRONA. REZARÉ POR TI.
    GRACIAS POR AUMENTAR LA LISTA DE MIS SEGUIDORES.
    UN ABRAZO FUERTE ROSARIO

    ResponderEliminar
  31. Helinha,

    Minha Querida!

    Que lindas as tuas palavras!
    Conseguiste por-me a chorar de novo!
    Tenho consciência que o que li no teu blog é para mim e agradeço-te por isso!
    Obrigada pela primazia, minha querida!
    Tens toda a razão! Chorei muito e continuo a emocionar-me com os comentários... às vezes penso que não mereço tanto!
    Esta carta saiu-me da Alma e a SAUDADE que eu sinto é tanta que Deus sabe que daria mesmo um braço ou uma perna, se pudesse falar com eles, por cinco minutos...que fosse...!
    Também acredito que se dependesse dele...teria esperado por mim... e não permitiria que eu tivesse andado um ano a visitá-lo, todos os dias de manhã antes de ir para o emprego, onde já não me podia ouvir...!
    É verdade, ele sempre soube o quanto eu gosto dele e eu sei e acredito que um dia nos vamos encontrar e colocar a conversa em dia...!
    Ainda bem que consigo transmitir o carinho que sinto por ti minha querida Amiga!

    Fico contente de saber que está tudo bem com os teus filhotes!

    Mais uma vez obrigada!
    Gosto muito de ti!

    Um beijo enorme minha querida!

    ResponderEliminar
  32. Hola Rosario,

    gracias por seguirme!
    Mi vida no es triste!
    Tengo momento tristes.
    Cuando recuerdo estos momentos.
    Cuando veo el sufrimiento de mi suegro que está muy enfermo (padece cancer).
    Pero tengo muchas alegrias...su sonrisa cuando me mira...mis hijos que son lo mejor que la vida me ha dado...y mi marido...tengo un feliz matrimonio de 29 años!
    Las ausencias...si... me matan poquito a poquito...

    Pero te agradezco que rezes por mi!

    Un beso enorme!

    ResponderEliminar
  33. Emocionante, comovente...linda demais sua carta!
    Parabéns pela participação!
    Beijão

    ResponderEliminar
  34. Olá Renata,

    Muito obrigada pela visita e pelas suas palavras!
    E por me seguir!

    Um beijo de Portugal!

    ResponderEliminar
  35. Alma querida,

    Antes de mais nada, muito obrigada pela sua visita, em meu cantinhos será sempre benvinda!

    Linda carta, me fez pensar em um trecho da música de Renato Russo, que diz:
    *É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã*

    Você o fez, amou seu cunhado até o fim... Infelizmente não houve essa conversa, e sim muitas danças...

    Mas mesmo não tendo essa conversa por uma hora de atraso,ele soube o quanto era querido por você, creio eu... muitos de nós temos uma vida inteira e não passamos esse amor, essa vivência que aparentemente vocês tiveram...



    Beijos

    ResponderEliminar
  36. Olá Tyna,

    Seja bem-vinda na minha casa!

    Tem razão...ele sempre soube o quanto eu gosto dele...
    Era o meu par de baile...o meu marido é pé de chumbo :=))!
    Tenho na minha memória muito boas recordações, mas a SAUDADE consome-me...
    Que posso fazer.. se me apego tanto às pessoas?

    Beijos de Portugal.

    ResponderEliminar
  37. Olá,

    Respondendo a um comentário deste post, você falou que todos os dias que você acorda a primeira memória que lhe vem à mente são as pessoas que já partiram.

    Só depois de ler isso é que vim compreender como você teve forças para escrever essa carta para a própria alma. Isso porque seria fácil se, você tentando empurrar para o esquecimento as pessoas queridas que partiu, daí de repente "ressuscitasse" para escrever uma carta para esta blogagem. Como tais pessoas estão sempre em sua memória, a dor é grande, mas é uma dor cuidada, não é?

    Beijos e boa semana.

    ResponderEliminar
  38. Valdeir, meu Amigo!

    É...a dor é grande..., porque a Saudade, contrariamente ao que dizem, não diminui com o tempo...aumenta...
    É uma dor que eu tento atenuar dizendo para mim mesma que se Deus os levou foi para lhes aliviar o sofrimento...
    Vou arranjando argumentos para apaziguar a minha dor e transformá-la em Memória Eterna...até me encontrar cara a cara com eles... pois estou certa que, um dia, assim será!

    Boa semana,um beijo!

    ResponderEliminar
  39. Essa blogagem mexeu com nossos sentimentos... estou adorando participar. Parabéns pela postagem...

    Também estou participando... Se puder, dá uma passadinha, gostarei da tua visita!

    Bjs.
    Dalva

    ResponderEliminar
  40. Olá Dalva,

    Bem vinda!

    Tem razão... mexeu com os sentimentos e já me fez derramar algumas lágrimas com comentários tão bonitos...!

    Obrigada pelas suas palavras!
    Vou sim...ler a sua carta!

    Um beijo de Portugal!

    ResponderEliminar
  41. Querida Alma: Se trate de realidad o ficción, siento que en lo posible a todo enfermo hay que brindarle cariño, caricias, buen humor y transmitirle mucha paz hasta último momento.
    Los buenos recuerdos, las risas, el baile...gran ayuda para dejar partir en paz a alguien que en esta tierra, ya no tenía más lugar.
    Cariños

    ResponderEliminar
  42. Querida Alma,
    Se há uma certeza, absoluta, insofismável, pétrea, irremovível e definitiva nesta vida e em outra qualquer que exista, é que o Zé Manel, cedo ou tarde, encontrará ALMA onde quer que esteja neste momento. Ele, certamente, não está nem um pouco preocupado quando isso deve acontecer, porque onde se encontra não existe TEMPO, tudo decorre sem a percepção do passar de horas ou dias; tudo parece instantâneo e absolutamente eterno, mas, nada lhe traz ansiedade ou angústia por que sua vida terrena não mais lhe é peso, o qual deixou depois de livrar-se do incômodo corpo perecível. Abraços, JAIR.

    ResponderEliminar
  43. Amélia, minha nova amiga (tomei a liberdade de chamá-la assim)... Que carta!
    Esse momento da sua vida deve ter sido muito doído, pois em mim, passados anos e não ter vivido experiência semelhante, estou a chorar só de imaginar...
    Uma lição que tirei é a da alegria sempre, apesar da dor... O Zé é um anjo abençoado que te deixou essa lição e que, com certeza, queria dizer o quanto és especial...
    Obrigada por dividir conosco este teu momento!
    Bjs, querida, e parabéns pela belíssima participação na blogagem da Elaine!

    ResponderEliminar
  44. Querida SUSURU,

    lamentablemente fue la más dura realidad...
    Sí, pero quedaran muy buenos recuerdos... las risas, el bayle...
    Pero..., sí...,terminó su sufrimiento...

    Me quedé con la nostalgia!

    Besos!

    ResponderEliminar
  45. ALMA,
    Selecionei este trecho de pot meu que mostra o lado positivo da morte: "morte não é contrário de vida, é um rito de passagem, uma espécie de portal daqui para lá, e que o fim da matéria significa o início da vida eterna a qual realmente interessa; do início de um ciclo eterno de bem aventurança, de prazer elevadíssimo e sem limites. Desse modo, a inevitabilidade da morte é amenizada já que depois dela nos espera algo melhor, assim, o viver, ainda que extremamente doloroso para alguns, torna-se apenas a passagem, a via de acesso para a verdadeira glória que é vida após a morte". Abraços, JAIR.

    ResponderEliminar
  46. Olá Jair,

    Sábias palavras!

    Livrou-se do incómodo corpo perecível...

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  47. Belissima carta..quanta emoção conseguiu transmitir...vivi a cena..
    Beijos

    ResponderEliminar
  48. Nade, minha Amiga!

    Obrigada por essas palavras!
    Foi muito doloroso, hoje, passados oito anos...ainda dói!
    Mas a alegria dele foi para mim uma lição de vida...até ao fim dos seus dias...!

    Foi um prazer ter participado!

    Um beijo enorme minha Amiga!

    ResponderEliminar
  49. Amigo Jair,

    Muito obrigada,
    por me ajudar...é realmente um portal daqui para lá...

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  50. João Olavo,

    Muito obrigada por essas palavras!
    De coração!
    Quando se deixa falar a Alma..., o resultado é esse...!

    Beijos.

    ResponderEliminar
  51. Cara "Alma"!

    Amélia Costa é o nome, penso eu de que!

    Peço desculpa pelo erro, mas fi-lo inconscientemente.

    Um beijo,

    Renato Oliveira

    ResponderEliminar
  52. Olá Renato!

    Pensas muito bem!
    Não tens que pedir desculpa, eu só rectifiquei, porque tenho uma seguidora, muito querida, que, ela sim..., chama-se M.Jesus.

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  53. Querida,
    Senti um arrepio me percorrer.
    Tenho medo de passar por isso, de não falar a tempo, de não estar lá.
    Muito obrigada por partilhar comigo.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  54. Elaine Querida,

    Muito obrigada por essas palavras!
    É uma sensação muita má...nunca vou saber o que ele me queria dizer...!

    Eu é que agradeço pelo convite!
    Parabéns pelo seu aniversário!

    Um beijo enorme!

    ResponderEliminar
  55. A veces dentro nuestro negamos que a una persona tan cercana a nosotros pueda sucederle algo asi... quizas lo vemos como lejano hasta que nos pasa, y entiendo tanto esta carta, porque me ha tocado tambien, reir sabiendo que eran las ultimas horas delante de una persona, hacer bromas aunque mi corazón se destrozara por dentro.
    En esos momentos es tanta la angustia que por unos momentos hasta dejamos de creer y decimos por que la vida es tan injusta con algunas personas... pero sabes, aprender desde la fe y transmitir paz es lo unico que nos queda.
    Siempre me consuelo diciendo que Dios se lleva consigo a las rosas mas bellas del jardín de esta tierra para tenerlas junto a EL... ese es mi consuelo.
    Ahora ese compañero de baile tan querido para vos, estara haciendo reir a Dios y adornando su jardin!!
    Piensa asi...y te sentiras en paz!!!
    Dicen que debemos dejarlos ir... es mejor para todos!!!
    Entiendo el dolor y la carta es totalmente nacida del dolor de tu corazón cielo!!!
    Besos llenos de luz para ti!!!

    ResponderEliminar
  56. Hola Sol,

    Tú si...has sido un sol en mi blog...y en mi vida!
    Que lindas palabras!
    Lo siento por tí y te entiendo...!
    Pero tus palabras me hacen sentir en paz...sí!

    Besos llenos de luz para ti tambien!!!

    ResponderEliminar
  57. Parabéns pelo blog mãe. É sem dúvida alguma uma fonte de inspiração para um dia sorridente =) As tuas palavras recheadas de esperança e memórias transmitem paz de espírito. A tua escrita é sublime e faz transparecer a pessoa por detrás do blog =)

    Beijinhos

    Verinha Mágica

    ResponderEliminar
  58. Meu Anjo Lindo!

    Filha da minha Alma!
    Que posso dizer perante estas palavras, além do abraço que já te dei???
    Deixa-me respirar fundo... dizer que te amo MUITO... tu e o teu irmão são o MAIOR PRESENTE QUE DEUS ME DEU E SÃO A MINHA OBRA-PRIMA!
    Já disse...

    Um beijo meu Anjo Lindo!

    ResponderEliminar
  59. Alma,
    linda carta !
    Ele foi dançar em outro lugar. Certamente mais belo do que a terra. Livre agora da doença que o impossibilitava de viver como merecia.
    A fé. Que seria de nós sem ela ?
    Acreditar sempre em algo melhor.
    Hoje conversei com uma amiga. A mãe dela está com câncer. Estado terminal.
    É um momento muito complicado.
    Por mais que saibamos que a morte é o fim de todos, quando ela chega, nunca estamos preparados.
    Mas a fé....sim, ela que nos dá sustento.
    Boa semana !

    ResponderEliminar
  60. Olá Celamar,

    Muito obrigada!
    Sim. Certamente está com Deus...
    A morte é uma coisa assustadora... o meu sogro também está com câncer em fase terminal... e a Fé é que me ajuda nas horas em que me vou abaixo...e os amigos que "los tengo muy buenos"!

    Boa semana!

    Um beijo enorme!

    Um beijo enorme

    ResponderEliminar
  61. Minha amiga
    vim e fiquei triste
    Por ti, pela saudade, pela dor.
    Como te entendo. as minhas experiências têm sido tbm dolorosas mas Deus na hora certa tem estado comigo.. sei o que são esses momentos .
    De março até agora todos os dias ia aveiro -hospital s.jõao..e estava a ver que ia perder o meu marido .No segundo certo um anjo estava junto do enfermeiro que alertou os médicos que o tinham acabado de operar e abriram-no nvamente e tinham simplesmente cortado a artéria e não deram conta. Foi uma luta da vida contra a morte...tivemos mais sorte..

    DEus vai compensar-vos de outra maneira..pois a vossa dor é grande...A morte é traiçoeira...


    comigo tbm duas situações muito graves de muito sofrer mas com a força de vencer e aqui estou...

    um dia temos que parar e conversar,,...
    no teu coração um beijo

    ResponderEliminar
  62. AFRICA EM POESIA

    Querida Amiga LILI!

    Que bom que estás aqui!
    Que bom ouvir as tuas palavras e que bom que na tua Vida as coisas correram de maneira diferente!
    Espero que agora o teu marido esteja melhor e a recuperar!
    Deus sempre me ouve...sabes...em finais de Janeiro deste ano o meu sogro estava muito mal...mas Deus ouviu-me, eu pedi-LHE para que o deixasse passar o próximo Natal connosco, e até agora ele permanece aqui..., o que naquela altura, nem os médicos acreditavam...disseram-nos que ele estava por horas...

    Mas um dia temos que nos encontrar e conversar...
    Obrigada por tudo!

    Um beijo enorme Minha Amiga!

    ResponderEliminar
  63. (chorando aqui)
    Que linda a tua postagem!

    ResponderEliminar
  64. Olá Luciana,

    Bem-vinda a minha casa!
    Muito obrigada!

    Um beijo de Portugal!

    ResponderEliminar
  65. ¡Hola Alma Inquieta!
    En primer lugar darte las gracias por pasarte de nuevo por mi Blog.
    No hallaste nada nuevo para leer, porque suelo editar
    durante la primera quincena de cada mes.
    La segunda la dedico a estudiar, preparar y sobre todo escribir.
    Justo tendrás algo para leer a primeros de Octubre.

    La carta muy emotiva, realista.
    Su camino llego siendo final.
    Final esperado, aunque no deseado…

    Saludos de J.M. Ojeda.

    ResponderEliminar
  66. J.M.Ojeda

    Gracias por su visita.

    Pasaré a primeros de Octubre!
    Es verdad...el final no fue el deseado...pero así fue...!

    Un beso.

    ResponderEliminar
  67. A vida é dura para quem é mole Beijos Rebelde.

    ResponderEliminar
  68. Olá Rebelde,

    É tens razão...
    Mas o que não nos mata...fortalece-nos!

    Beijos.

    Alma Inquieta

    ResponderEliminar
  69. Obrigada pelo comentário lá no meu cantinho!

    ResponderEliminar
  70. Querida Alma como sabes eu não gosto de me exprimir publicamente, mas não posso ficar indiferente ao teu blog.
    Só uma pessoa com uma Alma como a tua consegue exprimir-se tão bem, para que os outros, sintam uma felicidade interior enorme ao visitá-lo.
    Beijos de quem te ama muito.
    Luís

    ResponderEliminar
  71. Nem sei o que te dizer! Estou sempalavras!
    Até chorei!
    Está lindo!
    A forma como te exprimes é fantastica.
    Gostei muito.
    Parabens.
    Bjinhos.Pedro

    ResponderEliminar
  72. Olá Alma Inquieta..

    Bom venho-te agradecer as visitas em meu blog, é muito bom sempre contar com novos olhos a me seguir.

    Seu texto me comoveu, passei por algo semelhante com meu pai, que o perdi para o seu coração que nao resistiu e quando ele esteve mal eu nao pude estar presente, pq eu tbm nao tinha condições de ir ve-lo pq minha saude tbm era bem instavel e ele desejou despedir-se de mim e num estado de delirio confundiu outra pessoa comigo e fez sua despedida..

    Bjos Alma, volte sempre ao meu blog.

    ResponderEliminar
  73. Luciana,

    Bem-vinda ao meu espaço!
    Obrigada.

    Um beijo de Portugal.

    ResponderEliminar
  74. Querida Amélia, fiquei especialmente emocionada com o seu primeiro texto. A Amélia escreve muito bem e revela uma grande sensibilidade e grandeza de alma. Este texto tocou-me muito, porque se nota que nos transmite uma experiência verdadeira. Além disso, você possui o dom das línguas, você é uma caixinha de surpresas. Cristina Gonçalves

    ResponderEliminar
  75. Luís,

    Meu Amor!

    Que te posso dizer...depois desta demonstração de amor!
    Sabendo o quanto te custa...só te posso dizer...
    ...Obrigada por estes 29 anos!

    Amo-te!

    Alma Inquieta!

    ResponderEliminar
  76. Olá Pedro!

    Obrigada pelas tuas palavras!
    Já esperava que isso acontecesse se lesses a minha carta...sensível como tu és!
    Quanto à forma como me exprimo... obrigada... foi dar voz à minha Alma!

    Muito, muito obrigada!

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  77. Olá Lucí!

    Seja bem-vinda ao meu espaço!

    Pelo menos resta-te o consolo de saber que pelo menos ele partiu em paz pensando que se despediu de ti...e alguém te transmitiu o que ele te queria dizer...!

    Voltarei sim ao teu blog... é uma delícia lê-lo!

    Um beijo de Portugal!

    ResponderEliminar
  78. Olá Cristina!

    Muito obrigada por essas palavras!
    É por comentários tão bonitos que tenho recebido que eu digo,acho que não mereço tanto!
    É uma experiência muito verdadeira, muito sentida e escrita, como já disse, com a pena da minha Alma!
    Fico contente por me dizer que possuo o dom das línguas...eu tenho as minhas dúvidas!
    Mas, é verdade, eu sou uma caixinha de surpresas!
    Um grande Amigo meu M.A.A. diz que os amigos vêem em nós coisas que nem nós sabemos que temos!
    Vai ver... é isso mesmo...ele tem razão!

    Um beijo grande!

    Amélia.

    ResponderEliminar
  79. Parabéns!
    emocionante,desculpe por estar passando só hoje!
    Uma semana cheia de luz
    Boas energias
    Mari

    ResponderEliminar
  80. Otra vez a viajar al olvido,

    Gracias por visitar mi blog!
    Tus palabras no se van a quedar en el olvido...!

    Un beso.

    ResponderEliminar
  81. Olá Alma
    Vim retribuir a visita, conhecer teu blog e conferir sua cartinha. Menina, que lindo texto, me deixou emocionada, também perdi uma pessoa que muito amava, minha avó, e como ela deixou saudades.
    Um grande abraço daqui do Brasil - São Paulo.
    Passo mais vezes, prometo.

    ResponderEliminar
  82. Alma, que lindo, chorei, pena que não chegou em tempo, mas tenho certeza que seu cunhado onde está, é feliz por saber quer após tanto tempo você ainda se preocupe com ele!
    Adorei teu comentário, meu marido achou muito legal ganhar "um beijo de Portugal". Ele até brincou: "Tá ficando internacional!" ...
    Estou feliz com teus comentários, vou viajar, mas vou te seguir, quando eu voltar, te visito!
    Beijos

    ResponderEliminar
  83. Olá Rosi,

    obrigada pela visita!
    Eu também me emocionei muito ao escrevê-lo...!
    Como eu te entendo!

    Um beijo enorme!

    ResponderEliminar
  84. Olá Sheila,

    Que bom =))!
    Está ficando mesmo internacional, porque eu vou-te visitar mais vezes!

    Também gostei muito da tua carta e do teu blog!
    Já estou te seguindo =))!
    Boa viagem!
    Beijos de Portugal!

    ResponderEliminar
  85. Olá Alma, me emocionei com a sua carta... o que é o tempo né...?! Não se culpe, vc foi simplesmente maravilhosa e ainda mais com esta homenagem.... lindo demais! parabéns! felicidades! bjinhos da Madrasta!

    ResponderEliminar
  86. Madrasta Má,

    seja bem-vinda!
    Lindas palavras...muito obrigada...isto teve um efeito terapeutico em mim...deitei cá para fora o que estava apertado no meu peito!

    Que nome mal escolhido (desculpa), mas madrasta má...não concordo!

    Um beijo enorme de Portugal!

    ResponderEliminar
  87. Olá Mari Amorim,

    Muito obrigada pela suas palavras!
    Muita Luz na tua vida e uma excelente semana!

    Um beijo de Portugal!

    ResponderEliminar
  88. Olá

    Li a tua carta e fiquei sem palavras.
    Uma homenagem sentida e muito bela.

    Um grande abraço meu e dos restantes amigos do Farol

    ResponderEliminar
  89. Olá Argos,

    Boa Noite,

    Seja bem-vindo ao meu blog!
    Que bom que gostou da minha carta..., é, de facto, uma homenagem muito sentida e cheia de Saudade!

    Um beijo para todos os amigos do Farol!

    ResponderEliminar
  90. Olá, Alma Inquieta!
    O seu "post" é uma história, que junta o drama, com a resignação, com a fé, com a esperança na vida eterna, que só cabe na crença de uns quantos, que, assim, talvez consigam minorar os últimos instantes cá na Terra!
    Mas, para os que ficam e têm de continuar a viver, os que partem antes de tempo, e de quem ainda havia tanto a esperar, a sua falta é uma lacuna que dói todos os dias... E é a consciência dessa realidade, cruel, que faz chorar...
    O tempo, inexoravelmente, há-de trazer soluções, para os padecimentos mais trágicos do presente, se bem que, como ensinou William Shakespeare, "para os que amam, o tempo é eterno".
    Parabéns pelo seu blog e que os seus estados de alma continuem a mexer com as nossa emoções...
    Beijinhos
    Manuel Dias

    ResponderEliminar
  91. Olá,

    Meu querido e Ilustre Professor Manuel Dias,

    Que prestígio contar com o seu comentário no meu humilde espaço!
    Que lindas as suas palavras!
    Mas, o professor é testemunha do meu sofrimento... por causa da doença do meu sogro, e como bem diz "para os que amam, o tempo é eterno". Por isso se faz eterno o tempo que levo de ausência das pessoas que já partiram...!
    Resta-me o consolo da Fé e acreditar que um dia os vou encontrar!
    Quando esse dia chegar, além de lhes dizer a falta que me fizeram nesta vida, também vão ouvir, provavelmente, um raspanete...,
    porque partir sem se despedirem de mim...,
    não esqueço!
    Muito obrigada por tudo!

    Beijinhos.

    Alma Inquieta

    ResponderEliminar
  92. Obrigada pela visita lá no blog e por ser mais uma amiga portuguesa... Beijos e volte sempre.

    Ah! muito triste e linda sua carta, comovente, poética, sincera...meu coração bateu forte.

    ResponderEliminar
  93. Olá Geovana,

    Obrigada pela visita!
    E... pelas palavras bonitas..., doeu muito escrevê-la, mas funcionou como terapia...!
    Volte sempre!

    Beijos de Portugal!

    ResponderEliminar
  94. Oi,linda
    Que bela e triste carta!Fiquei emocionado!

    Obrigado por ter ido ler a minha.

    Vou tentar conservar os amigos desra Blogagem.
    Volte sempre!
    bjus

    ResponderEliminar
  95. Amélia

    Olhe em primeiro lugar parabéns!
    Li mais uma vez os seus «estados de alma» e o que tenho a dizer é muito simples e sincero: respiram humanismo e entrega nas mãos do Pai que é o amor infinito e cujos caminhos não são os nossos.
    Continue, porque a sua partilha fará bem a muita gente inclusive a mim.

    Um pedido: há-de explicar-me p.f. sumariamente o que é um blog, pois o meu tempo para me informar pessoalmente escasseia-me. Fala-se muito nisso, mas para mim é algo bastante vago.

    Na amizade do Senhor, um beijo!

    P. A. Vidinha

    ResponderEliminar
  96. Olá EXAGERADO!

    Obrigada pelas tuas palavras!
    Adorei a tua carta!
    Também vou tentar manter estes amigos...!

    Volta sempre...eu volto!

    Beijos de Portugal!

    ResponderEliminar
  97. Olá Sr. Padre Vidinha!

    Muito obrigada pelas suas palavras!
    Fico feliz por considerar que a minha partilha fará bem a muita gente inclusive a si!
    Prometo continuar a dar o meu melhor!

    No sábado explico-lhe o que é um blog...

    Um beijo!

    ResponderEliminar
  98. olá Alma perfumada,
    Estou atrazada nos comentários sobre a carta, primeiro quero agradecer-te as suas carinhosas visitas, com coments muito delicados.
    Segundo dizer que carta sensível, que só poderia vim de uma Alma poeta, que sabe colocar as palavras de acordo, sem deixar o texto ficar piegas.

    Volte sempre no Coisas Frageis, é um prazer.

    beijos perfumados daqui de uma brasileira que ama a sua terra.

    ResponderEliminar
  99. Olá "Coisa Frágil",

    Obrigada por tão carinhosas palavras!
    Voltarei sim, é sempre um prazer ler-te!

    Um beijo de Portugal!

    ResponderEliminar
  100. Para uma alma que gerou a minha...
    Este foi um dos momentos que mais marcaram também a minha existência, ainda me recordando de como negaram ao Zé Manel, a possibilidade de comer o frango de marinada que, ele tanto adorava, e lhe preparei com tanto carinho dois dias antes dos acontecimentos que relatas...
    Posso dizer-te, querida mãe, que foi um prazer ler as palavras que escreveste acerca de uma recordação que também nos une...

    ...do teu filho que te adora!

    ResponderEliminar
  101. Anónimo...

    Filho da Minha Alma...,

    que bom é ver que, tal como eu, guardas na memória as recordações de um tio que te adorava...!
    Embora, não me surpreenda!
    Porque..., se há coisas de que me orgulho é das almas que gerei..., a MINHA OBRA-PRIMA!

    Um beijo da tua mãe..., que também te ADORA!

    ResponderEliminar



¡Deja hablar tu corazón...
tus palabras son carícias en mi alma!

ALMA


Deixa o coração falar...
as tuas palavras são caricias para a minha alma!

ALMA


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...